Mês: outubro 2014

Caixa de Centro das Bikes – Parte 1

Boa tarde pessoal,

Este post trata de um assunto que por vezes gera dificuldade no entendimento geral. Dimensões da caixa de centro do quadro da bike.

Existem diferentes formas e tamanhos para estas caixas, o que com o uso de quadros de carbono só aumento mais ainda a diversidade.

Hoje vou falar da BB30 e da PressFit30 (PF30).

bb30

Como pode ser observado a diferença maior está no diâmetro externo da caixa sendo no PF30 de 46mm e no BB30 de 42 mm. Podemos notar a origem do 30 no nome também, trata-se do diâmetro interno dos rolamentos. Em relação ao comprimento da caixa, o de 68mm é das bikes de estrada, e o de 73mm é o tamanho usado nas bikes de MTB.

Lembrando que para utilizar eixos normais nesta caixa é necessário o uso de adaptadores já que os eixos normais tem 24mm de diâmetro.

É isto por enquanto, se tiverem maiores dúvidas favor me consultar.

rostan.piccoli@hotmail.com.

Abraços e bom pedal.

Cuidando da Fita Medidor Cardíaco do Garmin

Bom dia,

Pessoal, estou hoje aqui para falar a respeito dos cuidados com a sua fita cardíaca utilizada no garmin para monitorar os batimentos cardíacos. Vale lembrar que é um conjunto composto da fita e do sensor.

Em geral as pessoas não dão o devido cuidado a este acessório o que leva a sua falha.

Primeiro ponto:

Se for necessário trocar a bateria, isto em geral ocorre com uma frequência em torno de 250 a 300 horas de uso, não faça a troca em casa, os parafusos são pequenos, exige uma chave muito boa para fazer o aperto dos mesmos. Isto pode ser fatal para a sensor, pois não lacrando corretamente vai gerar entrada de suor o que certamente danificará o sensor. Recomendo que leve a um relojoeiro, que saberá aplicar o torque correto e terá ferramentas adequadas, vai te custar mais caro que comprar a bateria em trocar em casa, mas certamente bem mais barato que comprar uma nova fita.

Segundo ponto

Talvez o mais relevante e que poucos prestam atenção, a fita deve ser lavada, não estou falando do sensor, estou falando da fita, o sensor deve ser destacado da fita, e a fita deve ser colocada na máquina de lavar juntamente com as roupas. Isto deve ser feito ao menos a cada 7 vezes que você usar a fita. Observe a figura abaixo, a garmin coloca esta orientação na própria fita, em alguns modelos mais antigos, estava escrito no manual.

IMG_5563

Terceiro ponto:

De tempo em tempo é interessante colocar um produto próprio para limpar contatos elétricos, isto nos pontos de conexão do sensor na fita do garmin. Isto vai prolongar a vida de sua fita e evitar que seja necessário fazer a troca da mesma.

412-0997-006_detalhe1

No mais é evitar quedas do sensor, não manter em locais demasiadamente quentes, enxugar após o uso. Se tomar estes poucos cuidados tenho certeza que vai durar muito tempo sua fita e seu sensor.

Bom qualquer dúvida estou a disposição para esclarecer.

Usando a base do garmin em posição diferente.

Bom dia,

Em geral estamos acostumados a utilizar a base de sustentação do Garmin na posição frontal, isto para as bicicletas de estradas, é bem interessante.

images (2)

Mas para certas bicicletas guidons, isto não é possível. Saiba que é possível rotacionar a peça interna do suporte, permitindo utilizar o suporte numa posição bem diferente com uma rotação de 90°.

IMG_5554[1]

Para fazer isto é basta inverter os parafusos que se encontram na parte de baixo do suporte. Basta soltar os dois parafusos, remover a base interna, rodar ela e encaixar na nova furação, recolocar e reapertar os parafusos e pronto sua base pode ser usada numa bike de contra relógio por exemplo.

IMG_5555[1]

Bom qualquer dúvida fique a vontade para me perguntar. Nos próximos post vou tratar de alguns pontos especificos sobre o uso do Garmin.

Abraço

Aproveitando segmentos do Strava no Garmin 1000

O objetivo deste post é informar a respeito da possibilidade de exportar os segmentos criados no strava para dentro do Garmin 1000.

Para conseguir isto atualmente existe um site que permite que seja feita a exportação do arquivo com as informações a respeito do segmento que deseja exportar.

http://gniza.org/segments/#/

Ao acessar este site, será preciso ao menos saber o nome correto do segmento no strava para fazer a pesquisa do mesmo através do site. Caso não saiba o nome ou o código interno no strava, acesse sua conta no strava e busque pelo segmento que deseja exportar.

Informando no site o segmento e o mesmo sendo encontrado, você receberá a informação, a respeito dos dados do segmento. Feito isto você perceberá o botão de exportar “Export as FIT-File“, o qual deverá ser acionado. Após será gerado um arquivo com as informações do segmento que ficará salvo na pasta de downloads do seu browser.

Em seguida será necessário copiar o arquivo para dentro da pasta de documentos do garmin: Garmin/newfiles garmin-newfiles

Após basta você ligar e automaticamente será carregado para dentro do garmin. Ai basta acessar a parte de segmento do garmin, mas isto será abordado em outro Post.

Caso tenha dificuldade, o que é normal no uso e precisar de ajuda pode me contactar que poderei auxiliar.

Abraço a todos os amigos.

rostan.piccoli@gmail.com.